WEB GEAR

A tecnologia por trás da internet

O show do TechCrunch 50 (parte II) setembro 16, 2008

Filed under: Análises e Eventos — marcelosurcin @ 7:50 pm
Tags: , , , ,

Depois de 52 apresentações, muitos vídeos, posts e tweets, chegou ao fim o TechCrunch 50. O site Yammer, uma espécie de Twitter para grupos de trabalho, foi escolhido pela organização do evento como o melhor projeto. Além do reconhecimento trazido pela vitória, o Yammer levou um cheque de 50 mil dólares, valor quase simbólico perto das cifras milionárias que idéias inovadoras podem gerar.

Para chegar ao vencedor, o júri do evento levou em conta não apenas a originalidade da idéia, mas também o plano de negócio do projeto e sua viabilidade. Pensando assim, o Yammer realmente foi merecedor do prêmio. Restrito a usuários corporativos, o serviço permite que equipes publiquem mensagens curtas sobre as suas atividades, se comunicando com outras equipes da mesma empresa e assim produzindo melhor. É uma resposta para quem chama as redes sociais de social NOTworking.

Mas o Yammer não foi o único a brilhar. A seguir, vamos dar uma olhada em outros projetos interessantes que fizeram bonito no TC 50. Confira:

Busca no vídeo

O VideoSurf transforma em realidade uma recorrente promessa dos portais de vídeo online: realizar pesquisas por conteúdo baseando-se na identificação de imagens e não apenas em títulos, tags e outros dados informados por meio de texto. Grosso modo, o mecanismo do VideoSurf adiciona uma tag para cada frame de um vídeo e permite ao usuário fazer buscas específicas sobre um ator, uma cena ou até mesmo algum objeto ou cenário que aparece durante um filmete. Dá até para compartilhar as descobertas feitas nas buscas, guardando e enviando os trechos favoritos encontrados nos vídeos. O Google deveria correr e comprar essa startup.

Rumo à web semântica
O Flickr vai bem, obrigado. A Wikipedia, também. Mas porque não juntar as melhores qualidades desses dois sucessos da web 2.0 em um só serviço? Essa parece ser a proposta do serviço Fotonauts. Cada upload feito no álbum virtual do site é integrado com dados da Wikipedia e do Google Maps. Depois, é possível usar essas informações para criar tags inteligentes para as fotos e usar essas classificações em álbuns já existentes no Picasa e no Flickr. É uma das melhores iniciativas rumo ao tão sonhado cenário da web semântica.

Repórteres sem fronteiras (nem crachá)
O Iamnews conseguiu um jeito novo de executar uma idéia já manjada: aproveitar a “sabedoria das multidões” para criar uma cobertura jornalística coolaborativa online. A sacada do serviço é facilitar a comunicação entre blogueiros e jornalistas-cidadãos criando um canal onde o ‘publicador de notícias’ pede a ajuda de terceiros para encontrar fotos, artigos e vídeos. Depois, o material é reunido e publicado. O Iamnews  foi o vencedor da escolha popular, selecionado de um grupo de 100 startups que não fizeram parte do TC50, mas que encararam o DemoPit –uma espécie de série B do evento.

Rede filantrópica
O CauseCast pode não ter sido o projeto mais inovador do TC50, mas, com certeza, foi o serviço com as intenções mais nobres. Basicamente, o site é uma rede social que aproxima pessoas que precisam de ajuda das pessoas que querem ajudar. Todo mês, o site vai escolher 10 ONGs para serem ajudadas e os usuários poderão escolher quais instituições vai ajudar. Feito isso, o filantropo digital ganha um widget para exibir em seu blog ou em outras redes sociais. A idéia é engajar mais e mais pessoas em uma corrente do bem digital.

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s